Até onde vai esta crise ?

Uma grande tragédia ou uma tragédia sem fim ? Até onde vai a crise econômica e humanitária que vivemos?

Este texto tem conteúdo sensível, leia com atenção o momento é grave e é preciso tratar do assunto com seriedade e fatos.

É este dilema que nos apresentam e que nós mesmos contribuímos todos os dias, com conversas sobre políticos que estão preocupados é com seu status quo e danem-se todos nós.

11/03/21 – São Paulo acaba de decretar o endurecimento das restrições

Amanhã faz um ano que escrevi o primeiro artigo de uma série que alguns me chamaram de alarmista e exagerado, mais uma vez, lamentavelmente acertei, acho até que fui pouco contundente.

Um ano se passou e continuamos a flertar com a morte de pessoas e comércios, tanto brincamos de fechar como brincamos de comprar vacinas. Por exemplo,

Fechar comercio e deixar cultos abertos, escolas …

Ou fecha ou abre e se fecha tem que compensar de alguma forma, não é fecha e dane-se, falamos mais de politica do que de ciência e o resultado é todos pagarem a conta de um jeito ou de outro.

Vacina “não funciona” e não vou dar bola,

 

Mesmo o Brasil sendo um dos poucos países do mundo com capacidade de produção, ou seja não ligo para as divisas ($)  e empregos que essa industria gera vendendo para quem queira, já que você não quer.

Dois exemplos do status quo politico dando de ombros para todos nós.

Os governos são omissos e/ou incompetentes é fato histórico, não pontual.

Não fizemos e continuamos não fazendo certo nenhuma das duas coisas, restrições e vacinação.

Como sempre na história da republica, os governos ou são omissos ou incompetentes para lidar com crises e nós que tentemos sobreviver.

E aqui faço um alerta, este artigo não trata de política e sim de TRAGÉDIA.

Vamos falar como lidar com fatos e não 5 passos para sair da crise e um aviso se lhe oferecerem um modo fácil, corre mas corre muito. É cilada Bino.

Para analisarmos de um ponto de vista pragmático

FIQUE EM CASA X VAMOS PARA A RUA

O que vemos é um país dividido e que se perde em brigas e a culpa é de fulano ou cicrano, tava demorando para aparecer o beltrano.

Para falar a verdade nunca na história deste país, (rsrs), vi um político ou entidade pública assumir qualquer erro, eita país de políticos gênios.

Em casa que falta pão, todos ralham (gritam) e ninguém tem razão.

Fato 1: já teve confinamento o faturamento veio a zero ou próximo de zero e já tivemos o desconfinamento…

…e houve uma pequena alta inicial por demanda reprimida e depois uma queda tanto pelas restrições como também, pela divisão de comportamento, FIQUE EM CASA X VAMOS PARA A RUA,

Quando escolhemos um ponto, uma das perguntas é:

Quantas pessoas correspondentes a meu público alvo circulam ou residem na região?

Se esse volume cai pela metade toda a avaliação do ponto e da capacidade de captação de clientes fica comprometida. Imagina a zero ou quase zero.

Conclusão fato 1:

Ou seja estatisticamente seu faturamento não vai voltar aos níveis de 2019 num passe de mágica e com esse fecha e abre, perdem – se os hábitos, como ir no salão toda a sexta.

Não me interessa sua posição política e sim sua posição como empresário, existe um problema e você deve resolver dentro do que está a seu alcance e é para isso que você deve se preparar e é nisso que eu quero te ajudar.

Esta crise que se agravou agora e não terminará da noite para o dia, parece um déjà vu.

Há um ano escrevia um artigo com ações bem duras para nos prepararmos para esta tormenta. “Penso no melhor e me preparo para o pior”.

infelizmente o pior chegou e o artigo está super atual. Leia aqui.

Fato 2: Vacinação em massa

Uma convergência de opniões é a vacinação em massa, mais uma vez, não interessa a sua posição política.

Como empresário você tem que ser pragmático e saber que você precisa de toda a população economicamente ativa, consumindo de novo e a vacina é o caminho para isso.

Se você não acredita na vacina, não atrapalhe, pois a vacina alivia para os que são adeptos do fique em casa e vão sair para consumir seu produto ou serviço mais cedo, simples assim.

Vacinação em massa só no 2º semestre de 2021

Se conseguirem vacinar os prioritários no 1º semestre, já será um grande avanço.

Por uma razão muito simples, apesar do Brasil ter o melhor serviço de vacinação do mundo o P.N.I. que tem mais de 40 anos de experiência em vacinação em massa, ele esbarra num detalhe muito simples NÃO TEM VACINA NO MUNDO, apesar da produção melhorar a cada dia.

Conclusão fato 2: não haverá vacinas suficientes no primeiro semestre, logo as contingências continuarão

Tem luz no fim do túnel, mas este túnel ainda é longo

Segue o jogo

Você como empresário não deve contar que este jogo termine tão cedo e deve se preparar.

Primeiro mantenha e acompanhe o teste de stress da empresa, faça o diagnostico pragmático de sua situação

Se você leu em março de 2020 no texto Penso no melhor, mas estou preparado para o pior eu já adiantava:

  1. Verifique as contas que você pode diminuir ou excluir por exclusiva decisão sua.
    Corte celular, TV a cabo, pacotes de serviços que sangram seu caixa todo mês.
  2. Verifique as contas que você pode diminuir ou excluir mas depende de negociação com terceiros.
    Alugueis, prestadores de serviços, fornecedores, bancos até todos estamos no mesmo barco, exceto bancos, mas depende de pessoa para pessoa,
  3. Verifique as que você não pode diminuir ou excluir e são inerentes ou indispensáveis ao negócio, Impostos, insumos e veja o que pode ser protelado, parcelado ou outra opção que venha a surgir.
  4. Busque as redes sociais para ser útil para seus clientes e vender produtos.
  5. Avalie o que é desnecessário um equipamento, moveis, faça uma lista que pode ser liquidado e já comece para não o fazer sem tempo e realizar caixa. (AVALIE a situação no longo prazo)

Vou abordar 2 pontos, renegociação de aluguel e dividas com bancos,

– Renegociação de aluguel

Sem duvida um dos grandes pesos nos custos fixos das empresas é seu aluguel.

O art. 18 da Lei do inquilinato permite ás partes fixar um novo aluguel e clausula de reajuste. Você pode e deve tentar uma negociação direta com o proprietário do imóvel .

A partir da negativa do proprietário de um acordo, a via judicial é um caminho.

A locação tem lei específica e o código civil também contempla algumas teses, desde a teoria da imprevisibilidade, art. 317 do código civil ou da onerosidade excessiva, art. 478 do código civil.

Você precisará de um advogado da sua confiança para lhe assessorar e verificar a melhor estratégia e lembre-se o outro lado também terá advogado.

Mudança de ponto

Neste momento todas as opções estão em cima da mesa até mesmo troca de local, lembrando que, infelizmente, tem salões prontos que fecharam e o imóvel tá vago e disponível  para uso, sem necessidade de muitas reformas e pronto para uma boa negociação e até salões que podem se juntar em uma nova empresa ou parceria.

BANCOS – O que fazer com as dívidas?

Muitos no inicio da pandemia contraíram empréstimos e agora com essas quebras de fluxo de caixa se vêem ás portas do aperto financeiro.

Diminuir a dívida

Verifique a possibilidade de diminuir sua dívida, diminuir, NÃO contratar um novo empréstimo. Veja inclusive em outros bancos a possibilidade de transferência de divida com condições melhores, mais comum em empréstimos de imóveis, ou até mesmo mudança de domicilio bancário.

Não deixar crescer a dívida

Você contratou empréstimos com uma taxa de juros no contrato e é isso que você deve pagar, não deixe o banco debitar na sua conta, ao Bel prazer dele, essa é a prática que mais lucro aos bancos, pois quando não tem dinheiro o que acontece é que você estará “engolindo” um empréstimo para pagar a parcela com outro empréstimo com juros indecentes, imorais, que sangram você e a sociedade.

AVISO: Os bancos vão fazer ouvidos de mercador, normalmente eles continuam sangrando você de propósito, a ideia é essa, sacar o mais possível. Você terá que se defender

Se não tem dinheiro na conta, parcelas de dividas não devem ser debitadas.

Avise seu banco de preferência por telegrama com cópia e recibo de entrega, pois como escrevi anteriormente o banco vai dar de ombros e continuar a pegar o dinheiro que ele te emprestou com juro baixo, com um “empréstimo” no seu cheque especial a juros indecentes e aviltantes.

  • A copia e o recibo de entrega serão usadas pelo seu advogado no momento oportuno

NÃO dê garantias, sua casa por exemplo, que coloquem em risco você ou sua família sem uma contra partida GENEROSÍSSIMA, mas GENEROSÍSSIMA mesmo, muito dinheiro novo e mesmo assim CUIDADO, o banco não é seu amigo.

O momento é de crise mas crises também acabam.

esta vai demorar mais um pouco mas também terminará.

Está na hora de usar o seu contador e advogado converse com seus concorrentes com fornecedores troque ideias e soluções que outros já implantaram.

Aqui tem alguns artigos que lhe podem lhe ser uteis.

Penso no melhor me preparo para o pior

Coma fazer o fluxo de caixa da empresa– SEBRAE

Demitir não é uma tarefa fácil

Uma rede brasileira com mais de 200 salões, porque não?

Nessas horas os problemas são diversos e cada empresa tem suas características se tiver algum ponto que gostaria que eu tratasse num artigo ou alguma duvida, por favor, escreva nos comentários que eu lhe responderei .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
error: Conteúdo protegido