2020 / 2025: o que vem por aí no mercado de beleza

O que vem por aí no mercado de beleza, nos próximos anos, é uma avalanche de tecnologia e de comportamento.

Que o mercado está mudando nós ja sabemos ou deveríamos saber, pois somos parte integrante dessa mudança, e sim, nós todos estamos contribuindo com isso.

Quando deixamos de ir para a calçada sinalizar para chamar o táxi porque temos um aplicativo, ou mesmo, quando usamos Spotfy ou Deezer, para ouvir música no lugar de comprar o CD são exemplos de mudança de comportamento.

Quando não notamos as mudanças e damos de ombros para o futuro

Muitas vezes não notamos nem quando nós mesmos mudamos de comportamento.

No mundo empresarial, não notar essas transformações, se adaptando e inovando, pode resultar  em sérias dificuldades ou até no fim do negócio.

Como aconteceu com a  Blockbuster que se recusou a comprar a NETFLIX, pois segundo ela, não tinha futuro.

Se nós temos um negócio, temos que estar atentos ao comportamento, necessidades dos clientes e possíveis concorrências por modelo de negócio que tornem o nosso  irrelevante.

Meu trabalho é alertar. O seu é checar.

Não é o caso, ainda, mas o SINGU age como um Uber no mercado de serviços de beleza, você já viu como ele funciona?

Visão Global do mercado de tratamento de cabelo (HAIR CARE)

Nos próximos anos, veremos o mercado global de cabelos (HAIR CARE) atingir a cifra de 116,3 bilhões de dólares até 2024 (Mordor Intelligence) sendo a indústria de cuidados pessoais, o destaque que deverá impulsionar a América Latina e o Brasil.

Na Europa continuará a tendência dos produtos de cuidados com os cabelos de  apelo orgânico e matérias primas naturais, como já previsto pelas feiras e nossos comentários na Cosmoprof 18 , por exemplo.

O que fazem as grandes marcas Henkel, P&G e L’Oreal

As principais marcas globais também têm investido em diminuir a sua “pegada ambiental”, com formatos sem água e embalagens mais eficientes no ponto de vista ambiental.

A L’Oreal, por exemplo, em conjunto com a New Plastics Economy da Ellen MacArthur Foundation está trabalhando para que as embalagens sejam 100% reutilizáveis ou compostáveis até 2025.

Já a Henkel iniciou a campanha, Be Smarter Save Water, no site da campanha você pode calcular por exemplo, sua pegada hídrica. Comercialmente está lançando uma marca vegan premium para salões de beleza, a Authentic Beauty Concept, já indicando o valor do ritual sensorial, com as essências sendo adicionadas aos produtos e aos pontos de pulsação do cliente.

Se uma consciência em torno da diversidade e inclusão já está impactando a indústria, porque você estaria de fora ? Só porque sua área é serviços e não está na Europa ?

A aldeia global é menor do que pensamos.

Pegada Hídrica, o cuidado com os cabelos é um dos principais “Vilões”

Em matéria de sustentabilidade, ou falta de, no mercado de beleza, os cabelos são uns dos principais culpados.

Lembrando que só estou alertando que alguma hora você será confrontado com esse dado, por algum cliente ou pela mídia no geral. Apenas isso.

O cuidado com a água virou uma questão estratégica

O cuidado com a água virou uma questão estratégica, colocando a indústria cosmética de olho em novas oportunidades.

 

Dois dos maiores players do mercado global, P&G e L’Oreal, já trabalham com essa variável.

 

A P&G já conta com a linha Water Less, inspirada durante a crise hídrica na Africa do Sul de 2018.

Já a L’Oreal se prepara para lançar um shampoo de salão e um chuveiro de baixo fluxo em conjunto com a empresa de tecnologia Gjosa

Nosso futuro

No futuro próximo, shampoos com moléculas de alta viscosidade vão proporcionar lavagens com menos água. Em contrapartida shampoos mais concentrados proporcionarão até mesmo que não se enxágue completamente o cabelo.

São fatos, não especulações

Analisando esses fatos vimos que há uma tendência na melhora da tecnologia dos tratamentos a seco podendo impactar na técnica e velocidade que faremos tratamentos num futuro próximo.

Mais rápidos, sim. Mais baratos ? Não sei, mas com certeza será a segunda etapa com a democratização das tecnologias depois de lançadas.

Isso afetará os serviços de tratamento dos salões, que no lançamento serão confrontados com a sua pegada hídrica pelos clientes e mídia.

O enxágue como serviço diferenciado

A medida que a água segue seu curso de valorização, o enxágue do cabelo  deverá se tornar um ritual e por consequência um serviço monetizável e com diferencial.

   “Os principais benefícios do encapsulamento de essências, além do aumento da retenção nos cabelos, é que estas poderão ser liberadas na escovação e ao toque no cabelo”
Ben Webb, Chefe regional de fragrâncias SVP da Givaudan

Muito em breve nós veremos novos formatos e serviços de enxágue, mais sensoriais e elaborados.

E não é assim de todo um momento longínquo. A Maletti já tem lavatórios e sistema de dispenser de água como o conjunto da foto:

 

A própria REDKEN já se aventurou pelo mundo do apelo natural e de encapsulamento de essência com a linha NATURES.

Com o aumento da escala e barateamento da tecnologia e matérias primas, esses produtos voltam melhores e mais acessíveis.

Novas tecnologias, novas estratégias

Um exemplo do uso da tecnologia a serviço da produtividade vem da Jean Louis David, a maior rede de salões do mundo, que criou um serviço chamado Style Bar:

Style Bar :   Shampoo a seco + Mousse + Miracurl®, criando assim um serviço rápido, barato e gerador de fluxo para o salão.

O que já é realidade

O mercado consumidor e a tecnologia nunca foram tão voláteis.

Mais do que nunca temos que estar atentos a essas mudanças para podermos fazer escolhas conscientes e rentáveis para nossos negócios.

Nos salões, os quickservices, já consolidados na Europa e Estados Unidos começam a proliferar no Brasil e com investidores de peso, até mesmo um banco, rompendo e debilitando cada vez mais com o modelo tradicional.

Jean Claude Aubry já tem salões na modalidade de preço único para os serviços.

 

Hoje já contamos com um linha de chás para cabelo da FWO , tratam os cabelos e podem ser bebidos aliviando o stress por exemplo, criando uma experiência sensorial e novo serviço.

Toalhas com uma capacidade de absorção sem igual e já em forma de turbante, faz parte do sistema de tratamento da AQUIS .

 

 

 

 

O REVAIR, assim como o Miracurl®  promete revolucionar a forma que se faz escova e contribuindo para quem como o Jean Louis David, soube acompanhar a tecnologia e criou um serviço de atração de fluxo.

No âmbito mais tecnológico temos o advento da Realidade Aumentada, aquela da caça aos pokemons.

Essa tecnologia se tornou realidade no mundo da moda em forma de espelho e no de salões de beleza está se desenvolvendo cada vez mais.

Faça comentários,

assine nossa newsletter para receber em primeira mão os artigos  e sugira pautas para discutirmos aqui, até ao próximo artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
error: Conteúdo protegido